5 truques que mentirosos compulsivos usam.

A maioria de nós conhece alguém que mente. Ainda que mentirosos costumem ser descobertos e acabem causando mais problemas do que aqueles que pretendiam evitar, as pessoas que mentem geralmente não param. Há pessoas por aí que simplesmente mentem compulsivamente. Elas parecem ter internalizado essa prática como um hábito, um método para se esquivar de conflitos ou responsabilidades. 

Pixabay

Quando alguém que você conhece mente na sua cara, pode ser difícil acreditar nelas de novo depois disso. Você pode acabar sempre com o sentimento de que não pode confiar nelas, mesmo quando isso aconteceu há muito tempo. Às vezes, até mesmo quando a mentira parecia banal.

Também não é sempre fácil dizer se alguém está dizendo a verdade ou não.

Se você não tem certeza se deveria confiar em seus instintos (provavelmente o melhor árbitro de confiança que temos), então estes cinco indicadores podem ajudar. Aqui estão as coisas que mentirosos compulsivos frequentemente fazem para cobrir seus rastros:

1. Enfatizar a própria honestidade

"Acredite em mim" é uma frase que ouvimos muito. Na verdade, ela é uma jogada clássica dos mentirosos compulsivos: eles têm uma tendência de adicionar frases como "eu sou completamente honesto" e "eu estou dizendo a verdade" sem que alguém os questione. Eles estão antecipando que alguém irá pegá-los na mentira e por isso tentam insistir em sua honestidade antes.

2. Generalizando

"Eu sempre faço x." "Eu nunca faço y." E assim por diante.

A nuança é inimiga do mentiroso patológico. Ele ama se esconder atrás de generalizações - sobre eles e sobre outros ao seu redor. Já que a realidade é complexa e te força a enfrentar uma ou mais verdades desagradáveis ao longo da vida, as pessoas que mentem muito se apoiam em afirmações gerais para evitar... O que mesmo? Ah, sim, conflitos e responsabilidades. 

3. Histórias desnecessariamente detalhadas

Small Talk

Às vezes, quando uma pessoa está atrasada, sequer aparece, ou erra de alguma forma, ela tentará justificar seu erro com uma história elaborada. O truque clássico do mau mentiroso é encher a história com tantos detalhes que ela irá parecer totalmente real. No entanto, claro que, quando estamos falando a verdade, a maioria de nós não inclui tantos detalhes, a menos que sejam realmente necessários.

Um mentiroso pode dizer que se lembra exatamente da hora quando algo aconteceu, mesmo quando não é relevante, ou adicionar detalhes estranhos, como o que as pessoas estavam vestindo etc. Se você sente que está escutando um tanto de minúcias inúteis, dê um passo atrás e cheque se a coisa toda não é uma desculpa.

4. Evitam a palavra "eu"

Aparentemente, mentirosos não gostam de se colocar no centro de suas histórias inventadas. Isso seria muito estranho para eles, então muitos deles acabam evitando  usar a palavra "eu", que traz mais responsabilidade. Para evitar ter uma parcela dentro da mentira, eles dirão "nós" ou simplesmente "ela" ou "ele".

Em um estudo da Universidade do Texas (EUA), pesquisadores analisaram narrativas escritas e descobriram que pessoas que estavam mentindo não apenas usavam a palavra "eu" com menos frequência, como também evitavam palavras com "mas" e "exceto". O estudo notou que mentirosos tendem mais a usar palavras mais associadas com emoções negativas, como "ódio", "inútil", "triste" e "nervoso". 

5. Excesso de defensiva e suspeita

Discussions

Se você questionar a história de um mentiroso, é provável que ele se defenda com tudo que tem. Ele justificará suas ações e tentará esclarecer que sempre esteve certo - às vezes, até quando você não o questionou. Quando eles estão na defensiva sem sequer terem sido atacados, é um sinal forte de que estão ansiosos sobre serem descobertos e ficam preventivamente bravos que alguém possa ver através deles.

O outro lado da defensiva de um mentiroso é ficar desconfiado sem razão. É comum, por exemplo, para um parceiro que trai acusar o outro de o estar traindo. É como se o mentiroso esperasse que a outra pessoa estivesse fazendo a mesma coisa que ele está fazendo. Ou, talvez, eles queiram manter a outra pessoa na defensiva para conseguir escapar (sim, de novo) do conflito real e de sua própria responsabilidade.

É importante notar que nem todo mundo que mostra os cinco sinais acima em uma conversação é um mentiroso. É essencial prestar atenção se há outras peças do quebra-cabeça que não se encaixam e se você nota isso acontecendo com frequência. E, claro, siga seus instintos...

Se você tem a sensação que alguém próximo não é realmente confiável, tente dar um passo atrás e ver o cenário como um todo. É doloroso perceber que mentiram para você, mas é muito estressante estar cercado de um mentiroso e isso fará você mudar seu próprio senso de realidade: sua habilidade de confiar em você mesmo. 

Então, distancie-se um pouco e seja honesto consigo mesmo sobre o que você precisa fazer! Honestidade e confiança são as bases mais importantes de nossos relacionamentos! 

Fonte:

davidwolfe

Comentários

Também incrível